[[skiptomaincontent:Smurfit.default.PageStructure]]
2020-08-05T00:00:00

Smurfit Kappa participará do primeiro projeto mundial de armazenamento de energia a hidrogênio

A Smurfit Kappa anunciou hoje que foi escolhida para participar de um projeto inovador de pesquisa de energia sobre o armazenamento de energia renovável. O projeto HYFLEXPOWER fará com que a fábrica de papel Saillat da Smurfit Kappa na França se torne a primeira fábrica do mundo a introduzir um demonstrador integrado de turbina a gás hidrogênio.

O anúncio foi realizado no mesmo momento que a Comissão Europeia publicou seu relatório 'Estratégia de hidrogênio para uma Europa neutra em termos de clima', que descreve o papel essencial que o hidrogênio desempenhará na iniciativa de transição para neutralidade de carbono e transição energética do Acordo Verde da Europa.

A pesquisa altamente inovadora que acontecerá em Saillat Mill, que será financiada principalmente pela Comissão Europeia, visa provar que o hidrogênio pode ser produzido e armazenado a partir de eletricidade renovável e, em última instância, substituir até 100% do gás natural usado atualmente pelas usinas combinadas de calor e energia.

Um componente essencial para reduzir o impacto das mudanças climáticas é a mudança do setor global de energia, de sistemas fósseis de produção e consumo de energia - incluindo petróleo, gás natural e carvão - para fontes de energia renováveis, como eólica e solar, além de hidrogênio. No entanto, um dos principais desafios da transição energética é a capacidade de armazenar energia renovável flutuante.

O objetivo do HYFLEXPOWER é demonstrar que o hidrogênio renovável pode servir como um meio flexível de armazenamento de energia, que pode ser usado para alimentar uma turbina industrial de alta potência. O projeto marcará a implementação do primeiro demonstrador de potência-para-X-para-potência¹ em escala industrial do mundo com uma turbina de hidrogênio avançada.

O projeto envolve vários stakeholders, incluindo Engie Solutions, Siemens Gas and Power, Centrax, ARTTIC, Centro Aeroespacial Alemão (DLR) e Universidades de Atenas (Grécia), Lund (Suécia), Duisburg-Essen (Alemanha) e UCL London (Reino Unido) . O projeto representa um investimento de 15,2 milhões de euros, com dois terços do financiamento proveniente do Programa-Quadro Horizonte 2020 para Pesquisa e Inovação da UE.

Comentando o anúncio, Laurent Sellier, diretor de operações da Smurfit Kappa Paper & Board Europa, disse: “Na Smurfit Kappa, colocamos um forte foco em inovação e melhoria de nossa eficiência energética, e estamos muito satisfeitos por termos sido escolhidos para participar deste projeto.

“Nossa fábrica da Saillat atuará como o local perfeito para essa pesquisa inovadora, devido ao sistema combinado de calor e energia no local e ao tamanho ideal da fábrica. Estamos ansiosos para trabalhar com todas as partes interessadas para garantir que este projeto seja um sucesso e atue como um caminho para a transformação do setor global de energia, de carbono fóssil para carbono zero. ”

O projeto HYFLEXPOWER está desenvolvendo novas tecnologias que podem ser usadas em todo o ciclo de energia-para-X-para-energia¹. O demonstrador instalado na fábrica de Saillat será usado para armazenar excessos de eletricidade renovável na forma de hidrogênio verde. Durante períodos de alta demanda, esse hidrogênio verde armazenado será utilizado para gerar energia elétrica a ser alimentada na rede.

O projeto será dividido em várias fases, com a construção prevista para começar em 2021 e o piloto com início em 2022.

 


* = Contrato de subvenção nº 884229

 ** = "Potência em X" (ou "P2X") é o ato de converter eletricidade em outro vetor de energia. Para o projeto HYFLEXPOWER, o vetor “X” é hidrogênio - Fonte: ADEME (agência francesa de gerenciamento de energia e ambiente).