Tal como muitos outros websites, utilizamos cookies e armazenamos cookies no seu computador. Esses cookies são utilizados para melhorar o nosso website e para lhe fornecer serviços mais personalizados, no website e através de outros suportes. Para obter mais informações, consulte a nossa Política de Cookies.

Al parecer usted está utilizando un navegador desactualizado.  Para mejorar su experiencia de visualización, por favor descargue un navegador actualizado  (IE8+, Firefox, Google Chrome o Apple Safari).

A Smurfit Kappa revela oportunidade de marketing de vários milhões perdida pelas marcas

27 novembro 2014

A análise publicada hoje pela Smurfit Kappa, uma das empresas de embalagens líder em todo o mundo, destacou uma oportunidade significativa que está a ser perdida pelas marcas que lutam pela atenção do comprador e pela quota de mercado nos supermercados da Europa.

white paper report, ‘Marketing na prateleira – exatamente a que nível o controla?’, revela que, apesar de 76% das decisões de aquisição serem feitas pelos compradores na loja, as marcas geralmente falham em aproveitar a poderosa oportunidade de marketing que representa. Em particular, muitas estão a desperdiçar a crescente tendência para a Embalagem Pronta para Venda, (SRP)  como uma forma mensurável de influenciar os compradores diretamente no ponto de compra, onde a maioria das decisões são tomadas para comprar uma marca ou mudar para outra.

A Smurfit Kappa descobriu que até 40% de um produto visualizado na prateleira pode ser composto por embalagem secundária, um valioso canal de marketing que com demasiada frequência fica de fora dos radares das equipas de marcas e dos diretores de marketing. Comparado com outros meios de publicidade, a oportunidade na loja é significativa e pode ser rapidamente adaptada de modo a acompanhar as últimas campanhas de marketing.  

Arco Berkenbosch, V.P. Marketing, Investigação e Desenvolvimento, Smurfit Kappa, afirmou: “A nossa análise descobriu que existem aproximadamente 125 metros quadrados para as marcas comercializarem os seus produtos aos compradores no ponto de compra num supermercado europeu típico, através da Embalagem Pronta para Venda (SRP)".

“Normalmente, tal seria considerado um canal de marketing importante com as marcas a fazerem tudo que está ao seu alcance para tirar partido do mesmo. Se compará-lo ao custo de um local para um cartaz típico de 6 folhas, por exemplo, em termos de publicidade é o equivalente a €424.320 de marketing adicional por loja cada ano. Em toda a Europa isto equivale a um canal no valor de vários milhões de euros ao dispor das marcas.

“Num mundo de venda a retalho mais complexo, no qual os profissionais de marketing têm de trabalhar ainda mais arduamente para competir pela atenção do comprador, isto representa uma oportunidade considerável. No entanto, continua em larga medida a ser uma das partes da composição de marketing menos utilizada e uma que ainda só raramente se situa na lista de prioridades da maioria dos diretores de marcas. Na verdade, é uma das últimas áreas na loja que oferece novas oportunidades de marketing no ponto de compra”.

A Embalagem Pronta para Venda (SRP) - produtos distribuídos a um revendedor numa unidade de comercialização pronta a vender - é uma área cada vez mais importante em todo o mundo na luta pela atenção do comprador. As suas origens estiverem na poupança de custos com a logística na loja, como forma de levar o produto desde a entrega até à prateleira o mais eficientemente possível e inicialmente adquiriu popularidade nos supermercados de desconto.  Utilizando as aptidões, processos e tecnologia certos, contudo, mais profissionais de marketing podem tirar agora partido do facto de, em testes, estas embalagens serem notadas por até mais de 76% de compradores.

“Implementado apropriadamente, o marketing na prateleira seria completamente integrado nas atividades de marketing mais alargadas de uma marca, com um claro resumo baseado numa estratégia de marketing integrada e bem definida para o comprador", afirmou Berkenbosch. "A propriedade e a responsabilidade seriam assumidas ao nível do marketing da marca, com o marketing na prateleira, para o comprador bem como para o consumidor, considerado logo no início do percurso da marca.

Para ajudar as marcas a criar novas soluções de marketing e tirar o máximo partido da Embalagem Pronta para Venda,(SRP) a Smurfit Kappa utiliza conhecimentos de marketing especializados e avançados, permitindo aos proprietários das marcas testar e compreender o seu impacto nos compradores, ao visualizá-la numa prateleira de supermercado virtual e conferindo os resultados do rastreamento ocular através de uma webcam, um sistema desenvolvido através de uma parceria única com a Eyesee.  Isto torna possível validar a eficácia de diferentes designs de embalagem, oferecendo aos proprietários de marcas um ambiente flexível de modo a comprovar a eficácia de diferentes estratégias de marketing para compradores antes de serem criadas e trazidas para a prateleira.

Berkenbosch continuou, “A realidade é que a visão do futuro é aqui e agora.  Desde perspetivas até medição, a Smurfit Kappa pode fazer em semanas o que as marcas costumavam fazer em meses, incluindo tudo aquilo que os proprietários da marca testada necessitam”.

Este é outro exemplo de como a Smurfit Kappa está preparada para "Abrir o futuro" para os seus clientes.  A nova estratégia centra-se na promoção do crescimento dos clientes através da visão e inovação.  Isto é concretizado através de um microsite dinâmico, onde várias histórias demonstram o modo como os clientes em todo o mundo têm trabalhado em parceria com a Smurfit Kappa para a criação de soluções inovadoras que produziram sucesso comercial.  O novo microsite pode ser visitado em openthefuture.info, a casa para os novos conteúdos partilháveis que são actualizados periodicamente.

Clicar aqui para visitar o nosso micro sitio Open the future e ver como os nossos clientes trabalharam em parceria connosco para atingir o sucesso comercial. 

A Smurfit Kappa revela oportunidade de marketing de vários milhões perdida pelas marcas