Tal como muitos outros websites, utilizamos cookies e armazenamos cookies no seu computador. Esses cookies são utilizados para melhorar o nosso website e para lhe fornecer serviços mais personalizados, no website e através de outros suportes. Para obter mais informações, consulte a nossa Política de Cookies.

Al parecer usted está utilizando un navegador desactualizado.  Para mejorar su experiencia de visualización, por favor descargue un navegador actualizado  (IE8+, Firefox, Google Chrome o Apple Safari).

México – O trabalho de equipa melhora a estação de tratamento de águas residuais da fábrica de Cerro Gordo

A estação de tratamento de águas residuais (ETAR) da fábrica de Cerro Gordo melhorou significativamente o seu desempenho e a qualidade da água tratada em 2011.

Desde o seu arranque em 1994, a ETAR obteve bons níveis de tratamento para cumprir os regulamentos federais. Contudo, a estação sofreu instabilidades periódicas devido a bactérias filamentosas e ataques recorrentes de Nocardia, um organismo muito agressivo, o que resultou em elevados níveis de sólidos suspensos totais e forçou a completa evacuação das lamas microbiológicas.

 

 

Inicialmente foi implementado um programa que utiliza nutrientes e enzimas para atenuar as instabilidades. De seguida, as causas da predominância da bactéria filamentosa foram identificadas. Estas causas foram abordadas através de modificações do tratamento primário, do ajuste dos parâmetros operacionais e de um novo nutriente para um melhor metabolismo. Desde Janeiro de 2011, o nutriente é utilizado regularmente. Promoveu rapidamente o crescimento de microorganismos de ordem superior e maior eficiência de tratamento. A eficiência da redução de COD aumentou para 90% e o custo anual de nutrientes foi reduzido em 69% desde 2008.

México – O trabalho de equipa melhora a estação de tratamento de águas residuais da fábrica de Cerro Gordo